segunda-feira, 19 de setembro de 2016

NORMA AFRONTA A PRIMEIRA-DAMA DO ESTADO EM SÃO JOSÉ DE MIPIBU


        Enquanto a primeira-dama do estado, Jiulianne Faria, participava de uma movimentação política em favor da candidatura do prefeito Arlindo Dantas, na noite da sexta-feira (16), representando o seu partido onde pediu em nome do governador Robinson Faria votos para o pai do vice-governador Fábio Dantas, a ex-prefeita Norma Ferreira subia no palanque do adversário do governador, na tentativa de desconstruir o esforça da primeira-dama em são José de Mipibu, como quem quisesse mandar dizer ao governador que na política do PSD mipibuense a presença de Julianne Faria é irrelevante


Ou seja, o PSD a nível municipal esta contrariando uma decisão do seu órgão superior no Estado.


Sem contar que as imagens falam por si só.........................  

sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Supostos cheques sem fundos de KERICLES ALVES exposto no FACEBOOK fere a transparência do candidato referente a eleições no ano de 2012.


Do cheque
O cheque está regulamentado no Brasil pela lei Federal nº 7.357, de 2 de setembro de 1985, que normatiza uma série de disposições relativas ao mesmo, tais como sua emissão, sua transmissão, a garantia (o aval), a apresentação, o pagamento e a quitação, etc.. Essa norma, inclusive, incorporou num texto escrito algumas práticas comerciais relativas a seu uso, como v.g., a do cheque cruzado.
A previsão legal
Conforme já apontei, o cheque está regulamentado na lei nº 7.357. O art. 32 e parágrafo único dessa lei dispõem, "in verbis": "Art. 32. O cheque é pagável à vista. Considera-se não escrita qualquer menção em contrário. Parágrafo único. O cheque apresentado para pagamento antes do dia indicado como data de emissão é pagável no dia da apresentação".
Portanto não existe cheque pré-datado em lei, o cheque pré-datado não passa de um mero acordo entre as partes.
E o borrachudo?
Pode uma pessoa que após emitir um cheque sem provisão de fundos ser condenada criminalmente?
A resposta é sim!
Para alicerçar os argumentos à posteriori, observemos o que diz o art. 32 do comando legal, lei 7.353/85, também conhecida como lei do cheque, in verbis:

Art. 32 O cheque é pagável à vista. Considera-se não-estrita qualquer menção em contrário.
 Varias decisões apontam que sim, a emissão de Cheque sem fundos podem ser caracterizados como crime, o que discute é o foro do local de competência onde será processado  caso concreto  que tem como objeto o cheque sem fundos.

Um tema polêmico, que devido o ocorrido dessa semana deve ser levado à baila.

Recentemente uma imagem de um cheque sem fundos que supostamente teria sido emitido pelo Senhor KERICLES ALVES candidato ao cargo de prefeito nessa eleição circula pela rede mundial de internet FACEBOOK. 

Segundo postagens, o referido cheque é  de CAMPANHA ELEITORAL, ou seja, foi utilizado nas eleições de 2012, para fins políticos partidários  na cidade de São José de Mipibu.

 Como iremos observar na imagem trata-se da folha de nº 850 100 referente à conta 28366-5     do Banco do Brasil, cheque de campanha eleitoral referente às eleições do ano de 2012, cujo CNPJ do partido é de 12.237 361/0001-12.

E ISSO É GRAVE?

A prestação de contas na Justiça Eleitoral, embora com alguns contornos diversos, também tem por objetivo demonstrar a licitude e a transparência do candidato e o partido político dos bens e dinheiro que recebem e gastam durante a campanha eleitoral.

Qual o prazo para apresentação das contas?

É de 30 dias após a realização das eleições (art. 29, § 1º c/c inciso III da Lei das Eleições). No caso dos candidatos que participarem de segundo turno, o prazo é contado a partir dele (art. 29, § 1º, c/c inciso IV da Lei das Eleições). A Res. 2016 fixou as datas como sendo 1º de novembro para todos os candidatos e no caso de segundo turno 19 de novembro (art.45 e seu § 1º).

Até ai tudo bem, pois sabemos que o Atual candidato a Prefeito Kericles Alves, condenado pelo TCE, prestou contas de sua campanha realizada no ano de 2012, ademais, se não tivesse feito hoje não seria candidato.

O que se indaga, e como o Sr. Kericles Alves prestou contas de sua eleição em 2012, se existe realmente vários cheques sem fundos, circulando em São José de Mipibu?

 Inclusive um deles já postado nas redes social.

E segundo  se comenta nas ruas da querida São José de Mipibu ,é que ainda existem  outros vários cheques e de diversos Valores.

Fato, que segundo meu ponto de vista deveria ser mais bem investigado pelos Fiscais das Leis, visto que não se trata um simples   cheque de pessoa física e sim de um cheque de pessoa Jurídica voltado para uma disputa eleitoral, eleições de 2012.

Minha curiosidade maior  como cidadão é saber como a devida conta eleitoral foi aprovada se existe um cheque borrachudo de campanha sendo exposto nas redes social?

        Se realmente existiu a emissão de cheque sem fundos, caracterizado o dolo, não poderia configurar crime de estelionato?

        2º Devido à exposição desse cheque em redes sociais, em se tratando de um cheque de eleição caberia o MP investigar com base no numero do cheque e do talão se existem mais borrachudos circulando na cidade.
        3º As eleições foram dias antes da data do cheque, ou seja, KERICLES passou um cheque de eleição de forma pre- datado, fato suspeito no qual pode caracterizar litigância de má fé.
 Onde fica a transparência do pleito eleitoral do candidato?


                          Muito estranho isso!

quinta-feira, 25 de agosto de 2016

O CHEQUE BORRACHUDO DO FACEBOOK, VERDADE OU MENTIRA?


O cheque é uma das espécies de título de crédito reconhecidas pelo ordenamento jurídico pátrio. Revela-se como uma ordem de pagamento, à vista, e, como tal, enseja a presença de três personagens: a) o sacador: aquele que emite (ou saca) o cheque; b) o sacado: é o banco ou a instituição financeira que recebe o cheque e deve providenciar o seu pagamento; c) o tomador: pessoa em cujo benefício o cheque é emitido.


Já oque se entende por cheque  Borrachudo?

      Cheque borrachudo, que, nada mais é que o famoso cheque sem fundos, que, por insuficiência de recursos, volta às mãos do emitente. É o que se chama de cheque-borracha.


Durante toda esta semana circulou nas redes de internet FACEBOOK a imagem de um suposto cheque sem fundos em nome do atual candidato a prefeito o Sr. Kericles Alves Ribeiro.  Como podemos observar na imagem trata-se da folha de nº 850 100 referente à conta 28366-5     do Banco do Brasil.

O que se torna no mínimo estranho é que esse cheque é um cheque de campanha eleitoral referente às eleições do ano de 2012, cujo CNPJ do partido é de 12.237 361/0001-12.


E o que isso tem haver?

As campanhas eleitorais são seguidas por varias normas, leis que regulam sua realização, o Direito eleitoral Brasileiro é um dos mais sérios do mundo sendo  reconhecido em vários países da Europa e inclusive nos Estados Unidos.

A legislação eleitoral é muito rígida, principalmente no quesito prestação de contas.

Todos os candidatos e partidos são obrigados a prestarem contas dos seus gastos de campanha, ou seja, tudo tem que ser comprovado.

Cada candidato é obrigado abrir uma conta no qual ira  movimentar seus gastos no período eleitoral, cada candidato  pode se assim desejar receber um talão de cheque para movimentar dinheiro que será gasto, contudo tudo deve ser rigorosamente prestado contas no final das eleições, sob risco de desaprovação pela legislação eleitoral  podendo vim sofrer as penalidades impostas na lei.

Nessa semana circulou no FACEBOOK a imagem de um suposto cheque sem fundos que teria sido repassado por um candidato a Prefeito na disputa das eleições do ano de 2012, o que é estranho, é que, esse mesmo candidato novamente disputa as eleições   desse ano.


Como isso pode estar ocorrendo se este cheque realmente for Verídico?

Como as contas desse candidato teria sido aprovado se ainda existe folha do talão de cheque em aberto?

Não sei realmente como responder, nem muito menos se realmente existe um cheque sem fundos, se é de  campanha eleitoral.

 A única coisa que é de meu conhecimento, é o que vi e li no FACE, que tenho o enorme prazer de mostrar aos nobres leitores visto que uma eleição é de interesse de todos, e  fato desse tipo deve ser levado a todos os cidadãos mipibuense. 


VEJAM:
TEXTO e IMAGEM ABAIXO FORAM RETIRADOS DO FACEBOOK DO Senhor
Luiz Francisco Neto


Luiz Francisco Neto;
    “Há quase quatro anos atrás foi feito como otario pelo o candidato a prefeito o senhor Kericlis Alves Ribeiro (cnpj 16.237.361/0001-96). Quero deixar bem claro que não apoio candidato A ou B. Só venho abrir os olhos de vocês que moram em São José de Mipibu que preste bem atenção no passado dos candidatos que pretendem votar nessas eleições. Quem puder compartilhar para que mais pessoas possa ver o caráter desse senhor, desde já eu agradeço. Tentei inúmeras vezes resolver de forma amigável e discreta, mas o mesmo não mostrou interesse. Então, por isso o motivo de minha indignação”.





Vale ressaltar Kerinho foi condenado por unanimidade pelo TCE, por ausência de divulgação dos relatórios de gestão fiscal e irregularidade das contas enquanto Presidente da Câmara Municipal de São José de Mipibu como consta sob nº Processo 006135/2009.

Inclusive tendo sido incluído nos nomes dos políticos ficha sujo do Estado, contudo alegando cerceamento de defesa por falta de citação conseguiu anular alguns atos do processo tendo assim seu nome retirado dos políticos ficha suja, podendo então disputar essa eleição.

Obs. continua condenado, esta em fase recursal se defendendo das acusações, o processo apenas não transitou em julgado.

Dado ao histórico do candidato seria interessante o Ministério Público investigar as veracidades desse suposto BORRACHUDO, visto que se trata de um  cheque de campanha.

O CHEQUE BORRACHUDO DO FACEBOOK, VERDADE OU MENTIRA?


O cheque é uma das espécies de título de crédito reconhecidas pelo ordenamento jurídico pátrio. Revela-se como uma ordem de pagamento, à vista, e, como tal, enseja a presença de três personagens: a) o sacador: aquele que emite (ou saca) o cheque; b) o sacado: é o banco ou a instituição financeira que recebe o cheque e deve providenciar o seu pagamento; c) o tomador: pessoa em cujo benefício o cheque é emitido.


Já oque se entende por cheque  Borrachudo?

      Cheque borrachudo, que, nada mais é que o famoso cheque sem fundos, que, por insuficiência de recursos, volta às mãos do emitente. É o que se chama de cheque-borracha.


Durante toda esta semana circulou nas redes de internet FACEBOOK a imagem de um suposto cheque sem fundos em nome do atual candidato a prefeito o Sr. Kericles Alves Ribeiro.  Como podemos observar na imagem trata-se da folha de nº 850 100 referente à conta 28366-5     do Banco do Brasil.

O que se torna no mínimo estranho é que esse cheque é um cheque de campanha eleitoral referente às eleições do ano de 2012, cujo CNPJ do partido é de 12.237 361/0001-12.


E o que isso tem haver?

As campanhas eleitorais são seguidas por varias normas, leis que regulam sua realização, o Direito eleitoral Brasileiro é um dos mais sérios do mundo sendo  reconhecido em vários países da Europa e inclusive nos Estados Unidos.

A legislação eleitoral é muito rígida, principalmente no quesito prestação de contas.

Todos os candidatos e partidos são obrigados a prestarem contas dos seus gastos de campanha, ou seja, tudo tem que ser comprovado.

Cada candidato é obrigado abrir uma conta no qual ira  movimentar seus gastos no período eleitoral, cada candidato  pode se assim desejar receber um talão de cheque para movimentar dinheiro que será gasto, contudo tudo deve ser rigorosamente prestado contas no final das eleições, sob risco de desaprovação pela legislação eleitoral  podendo vim sofrer as penalidades impostas na lei.

Nessa semana circulou no FACEBOOK a imagem de um suposto cheque sem fundos que teria sido repassado por um candidato a Prefeito na disputa das eleições do ano de 2012, o que é estranho, é que, esse mesmo candidato novamente disputa as eleições ao  desse ano.


Como isso pode estar ocorrendo se este cheque realmente for Verídico?

Como as contas desse candidato teria sido aprovado se ainda existe folha do talão de cheque em aberto?

Não sei realmente como responder, nem muito menos se realmente existe um cheque sem fundos, se é de  campanha eleitoral.

 A única coisa que é de meu conhecimento, é o que vi e li no FACE, que tenho o enorme prazer de mostrar aos nobres leitores visto que uma eleição é de interesse de todos, e  fato desse tipo deve ser levado a todos os cidadãos mipibuense. 


VEJAM:
TEXTO e IMAGEM ABAIXO FORAM RETIRADOS DO FACEBOOK DO Senhor
Luiz Francisco Neto


Luiz Francisco Neto;
    “Há quase quatro anos atrás foi feito como otario pelo o candidato a prefeito o senhor Kericlis Alves Ribeiro (cnpj 16.237.361/0001-96). Quero deixar bem claro que não apoio candidato A ou B. Só venho abrir os olhos de vocês que moram em São José de Mipibu que preste bem atenção no passado dos candidatos que pretendem votar nessas eleições. Quem puder compartilhar para que mais pessoas possa ver o caráter desse senhor, desde já eu agradeço. Tentei inúmeras vezes resolver de forma amigável e discreta, mas o mesmo não mostrou interesse. Então, por isso o motivo de minha indignação”.





Vale ressaltar Kerinho foi condenado por unanimidade pelo TCE, por ausência de divulgação dos relatórios de gestão fiscal e irregularidade das contas enquanto Presidente da Câmara Municipal de São José de Mipibu como consta sob nº Processo 006135/2009.

Inclusive tendo sido incluído nos nomes dos políticos ficha sujo do Estado, contudo alegando cerceamento de defesa por falta de citação conseguiu anular alguns atos do processo tendo assim seu nome retirado dos políticos ficha suja, podendo então disputar essa eleição.

Obs. continua condenado, esta em fase recursal se defendendo das acusações, o processo apenas não transitou em julgado.

Dado ao histórico do candidato seria interessante o Ministério Público investigar as veracidades desse suposto BORRACHUDO, visto que se trata de um  cheque de campanha.

segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Uma BOMBA preste a explodir!

Apurando informações sobre possíveis envolvimento de formadores de opinião em assedio de mulheres e Crime de assédio moral no trabalho. Após veracidades dos fatos, informações detalhadas serão divulgadas. 

Falta coerência e ética em alguns Blogueiros, “Jornalistas” do Município de São José de Mipibu.

As pessoas e os indivíduos têm o direito de adquirir um quadro objetivo da realidade por meio de informação precisa e compreensiva como também de se expressarem livremente pelas várias mídias de cultura e comunicação.
Contudo, deve ser levada com ética, imparcialidade e sem juízo de valor de quem escreve.
No município de São José de Mipibu blogueiros fogem da ética e colocam em suas matérias sentimentos pessoais de revolta.
 Será que tem alguma coisa a ver com prestações?
A tarefa primeira do jornalista é garantir o direito das pessoas à informação verdadeira e autêntica através de uma dedicação honesta para realidade objetiva por meio de que são informados fatos conscienciosamente no contexto formal deles/delas e mostram as conexões essenciais deles/delas e sem causar distorção, com desenvolvimento devido da capacidade criativa do jornalista, de forma que o público é provido com material adequado para facilitar a formação de um quadro preciso e compreensivo do mundo no qual a origem, a natureza e a essência dos acontecimentos, processos e estados dos casos são tão objetivamente quanto possível compreendidos.

           Evidente a importância dos blogs e meio de comunicação, visto que a informação tem grande relevância no meio Social.
 O que não pode é em troca de favores e pagamento de parcelas o comunicador venha vender informações tentando influenciar no meio social.  
                 Informação em jornalismo é compreendida como bem social e não como uma comodidade, o que significa que os jornalistas não estão isentos de responsabilidade em relação à informação transmitida e isso vale não só para aqueles que estão controlando a mídia, mas em última instância para o grande público, incluindo vários interesses sociais. A responsabilidade social do jornalista requer que ele ou ela agirão debaixo de todas as circunstâncias em conformidade com uma consciência ética pessoal.

Infelizmente tem comunicadores que pensam que a função do jornalista e arrecadar dinheiro de lojistas e políticos para publicarem aquilo que é de interesse do seu bolso.  Uns vendem matarias por miseras quantias e outros por prestações de carros e etc.
Uma Vergonha!

O bom Jornalista, O bom Blogueiro deve ter Ética
...... A ética é definida pelo dicionário Aurélio Buarque de Holanda como sendo “o estudo dos juízos de apreciação que se referem à conduta humana susceptível de qualificação do ponto de vista do bem e do mal, seja relativamente à determinada sociedade, seja de modo absoluto”.

              Infelizmente requisito que falta em alguns comunicadores do Município de São Jose de Mipibu.
Visto isso gostaria de fazer algumas sugestões:

Atenção!
         Você que é comerciante, microempreendedor ou empresário, que utiliza das redes sócias e contrata blogs para fazer divulgações de seu comercio.
 Cuidado!

Antes de gastar seu dinheiro com divulgações verifique quem presta esse serviço.
         1º Verificar se o meio de comunicação escreve  reais fatos em suas matérias ou se são opinião própria com valoração pessoal, lembre-se, ele tem que ser imparcial.

         2° Pesquise sobre a conduta do Jornalista ou Blogueiro, verifique se  é confiável.

         3º  Atenção cidadão,  olhe  no Sit. Do TJRN tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte , consulta processual em primeiro Grau, coloque em todas as comarcas, procurar por nome da parte e digite o nome completo do cidadão que lhe presta os serviços, pois Jornalista que tem processo na justiça não transmite credibilidade aos seus contratantes, principalmente se estiver sendo processado por algum crime contra honra , Calunia , Injuria ou Difamação , crimes que podem ser concretizados em divulgações nas redes sócias.  

A informação no Sit. da justiça é de livre acesso e todos podem perquisar.



domingo, 14 de agosto de 2016

KERINHO ALVES A POLITICA DO POVÃO CONTRA O MILHÃO. SERÁ QUE ESSA AFIRMAÇÃO PROCEDE?

Desde que saiu a decisão (Adimplência) do TRE, o pré-candidato a prefeito homologado por São José de Mipibu, Kéricles Alves, tem crescido na adesão e opinião popular.
Mas tem informações que os blogs que isso escreve não falam.
 Vamos Lá!
       A Fundação Zé da Bicicleta foi um dos projetos de KERICLES ALVES, um projeto que teve vários colaboradores  e que inclusive obteve um repasse em pleno ano de eleição no valor de trezentos mil reais.
 Diariamente, Kerinho ouve a voz das comunidades, por meio de representantes e/ou lideranças.


Mas será que ele repassa essas informações?

Trezentos Mil Reais!


Isso mesmo a FUNDAÇÃO ZÉ DA BICICLETA recebeu a simples barganha de R$ 300.000,00 MIL reais!
Mesmo assim a fundação esta em total abandono.

O convenio foi recebido em ano de eleição e entidade fechada. E ai KÉKE vai para um debate falar sobre isso no blog do mimimi. 

Como teria sido investido esse dinheiro?

Após especulações diversas e muitos nomes cogitados, o PMDB, por meio da líder do partido, Nadja Ferreira, indicou o pré-candidato homologado a vice-prefeito, Gianfilipe, para caminhar ao lado de Kerinho.

E quem é Gianfilipe?  

Qual importância politica desse cidadão que ninguém conhece na nossa querida Mipibu?

Seria mais um forasteiro?


O vereador Joelmo Teles, o homem do importante PROJETO DA MATA DA BICA, aderiu ao projeto de Kerinho e Gian.
O mesmo homem importante que aderiu o projeto acima descrito também se envolveu em um escândalo que pode ser visto no endereço eletrônico abaixo descrito:

TRECHOS DE MATÉRIA:

O contrato da Prefeitura de Mossoró com a empresa D. F. de Lima Serviços Eireli para prestação de serviços terceirizados de mão de obra está recheado de suspeitas. O dono da empresa, Denilton Felix de Lima, declarou ao Jornal de Fato, por exemplo, que ‘não sabia de nada’ sobre um contrato milionário de quase R$ 5,5 milhões. Em contato, por telefone, com a reportagem do Jornal de Fato na última terça-feira (16), Denilton Felix disse inicialmente desconhecer o contrato com a Prefeitura de Mossoró, mesmo com seu nome aparecendo como responsável pela contratada em publicação do Jornal Oficial do Município. Em seguida, ele pediu para ligar para ‘um menino’ e depois retornar a ligação.

Quase uma hora depois sem retorno, a reportagem voltou a ligar para o empresário, que também é cantor evangélico, e, desta vez, teve uma resposta totalmente diferente. Após conversar com ‘o menino’, Denilton Felix disse que tinha um contrato de dois anos com a Prefeitura de Mossoró.

Ao ser questionado sobre a mudança de resposta e se ele era sócio do vereador Joelmo Teles de Medeiros Barbosa (PSD), de São José do Mipibu, Denilton Felix desligou o telefone e não mais atendeu as ligações.

O Jornal de Fato apurou com pessoas de São José do Mipibu que a empresa J. T. de M. Barbosa Serviços Eireli, de nome fantasia Vaga-Lume, também enrolada no contrato, pertence ao vereador Joelmo Teles de Medeiros Barbosa, companheiro de partido do prefeito de Mossoró, Silveira Júnior, o PSD.

As fontes de São José de Mipibu disseram desconhecer que a Vaga-Lume tenha uma sede na cidade e informaram, porém, que o vereador mora na Rua Prefeito Juvenal de Carvalho, 91, que consta como local da sede da empresa.

Matéria pode ser lida na integra no endereço abaixo:





Recentemente o condenado KERICLES ALVES negou sua própria granja na comunidade de Areia Branca , segundo o REQUERIDO, o Sr. KERICLES, a granja de sua propriedade não seria sua residência e nem teria ninguém responsável para receber a intimação  do processo que ele é condenado, isso mesmo, CONDENADO, e não sou eu quem estou afirmando , sim , o TCE, KERICLES ALVES é condenado a devolver mais de  Quatrocentos mil reais aos cofres públicos.

A Jogada jurídica da defesa de KERICLES fez com que ele adquirisse um novo prazo para se defender das acusações a ele imputadas , diante disse, conseguiu retirar seu nome da lista da ficha suja.

Mas continua CONDENADO!

Em fase de recurso, mas se não conseguiu provar nada até a condenação como irá provar agora?



O estado condenou o Senhor Kericles Alves a devolver mais de R$ 4000.000, 00 mil reais por desvios na Câmara Municipal de São José de Mipibu quando exerceu  a Presidência.  Essa condenação tinha transitado em julgado portando o candidato só não consta na lista de ficha suja porque de maneira duvidosa apresentou uma defesa dizendo que a Granja de Areia Branca não era sua propriedade, para anular a citação e recorrer, portando uma mentira para ganhar sobrevida, pois o desvio foi comprovado em autos e será facilmente julgado.

Já no ano de 2014, um ano eleitoral, o Senhor Kericles Alves  recebeu na sua FUNDAÇÃO ZÉ DA BICICLETA  R$    300.000,00 Mil Reais.

  FUNDAÇÃO essa que encontra-se deteriorada e fechada demostrando prejuízo ao erário publico fato esse de conhecimento de todos, inclusive do seu grupo Politico.



O PAPA JERIMUM ficou impressionado com a presença em massa do povo a este importante momento político.

 Quem ficou admirado foi à população da querida cidade de São José de Mipibu com a cara de Pau desse Deputado.

O papa Jerimum foi aquele deputado que retirou as verbas que viriam para beneficiar a população mipibuense.

 O grupo politico da oposição tem o dever de levar essas informações ao povo mipibuense, devem parar com o mimimi e apresentar projetos, no mínimo explicar os escândalos acima mencionados.
O povo quer resposta!

Não fui eu quem disse que ele é condenado.

  E sim o TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO.

Explique ao povo como foi investido os trezentos mil reais?

Visto que a Fundação Zé da Bicicleta esta abandonada.

Em que pé anda a investigação das licitações milionárias em Mossoro?

Por que o deputado papa Jerimum logo após derrota do seu candidato em São José de Mipibu retirou as verbas que seriam destinadas a saúde de nossa cidade?

O povo quer saber.